Católico

sexta-feira, 18 de julho de 2008
Artesanato de Antonio de Castro

Eu sei que eu tinha prometido nunca mais entrar em sala de bate papo, que já tinha desistido de tentar alguma coisa por meio dessas vias, mas essa semana, nem me lembro que dia da semana, sem nada para fazer decidi entrar.

Conversei com um bocado de caras malucos alguns minutos e um deles foi o CATÓLICO BXD. Nem levei fé nele no início, era para ser só mais um que ia ficar falando várias sacanagens e me assustar, ainda mais com esse nickname... Católico, muito engraçado. Foi justamente o nickname que me despertou a atenção.

Enfim, nós conversamos pelo bate papo menos de quinze minutos e já passamos para o msn. Ô vidinha... Lá pude ver ele pela cam e já me agradou. Eu não tenho cam e ele teve de se contentar com algumas fotinhos onde dava para ver minha barriga, que ele fez questão de reparar.

Que fique bem claro o meu estresse com a barriga. Eu vivo de dieta e nunca adianta. Mentira, eu nunca estou de dieta, mas finjo que estou para não colocar a culpa da minha semi-gordura no que eu como.

Continuando... conversamos quase todos os dias durante a semana. Eu gostei dele, apesar de ele ser realmente católico e ter 28 anos, o que mostra que somos um pouco diferentes. Mas não é um problema para mim. Talvez seja um assim que estou procurando. Um homem de verdade. Adulto.

Ele me liga durante o dia e eu ligo para ele. Entro na internet à noite e fico esperando ele entrar também, nem que seja para me dizer boa noite. Ah, é, tem isso: ele vive com sono... é uma merda.

Hoje ele me ligou no trabalho. Queria me ver de qualquer jeito. Gostei disso, apesar de não estar com a imagem muito boa: cabelo grande. Nos encontramos agora no fim do dia. Viemos juntos de metrô. Eu adorei ele. Do meu número.

Mas fiquei bem tímido. Mal entramos no metrô ele já estabeleceu contato físico, o que foi ótimo porque se tivesse de partir de mim demoraria um pouco. Sou muito cauteloso nesse assunto. Talvez toda essa minha cautela tenha assustado ele.

Ele chegou a perguntar se eu não estava gostando, me achou com cara de muito criança e não parou de dizer que eu estava muito retraído. E eu estava mesmo. E tinha um motivo. Local público. Odeio locais públicos. Odeio conversar em locais com muitas pessoas e acho que ele não entendeu isso.

Nós até conversamos. Mas acho que ele esperava mais de mim. Esperava que eu falasse como falo no msn. Mas não rolou e ele ficou bem decepcionado. Falou várias vezes que estava com sono e no final disse que nos veríamos quando a gente quisesse, o que significa nunca.

Mais uma novela se desenrola... estou eu aqui na frente do computador, esperando ele entrar na internet para baixar umas músicas católicas e nada. Nem sinal dele.


Ouvindo: American Boy - Estelle

6 críticas:

Rafaela Abreu disse...

Que bom que vc não tenta mostrar o que não é. Escuta, talvez tu devesse parar de procurar... ;P


Bjinho

Nyna disse...

Oláaa meu querido
Muuuito obrigada por suas palavras.
Eu consegui
Passei =]

e seguindo conselhos acho q já vou começar a estudar ahuauhua
Depois volto com mais tempo pra ler o post.
Beijos

Leo disse...

Não canso de me impressionar ao descobrir o quanto nos parecemos!
Sempre me prometo que não volto aos bate-papos... mas basta a carência apertar de verdade que estou lá!
Eu nunca consegui me encontrar com ninguém que valesse a pena. Dispensei vários. E todos os que eu achei que valeriam a pena me dispensaram. Ou então o meu medo (idiota) não me deixou seguir em frente...
Não tem muito o que dizer... sucks!

Nadezhda disse...

Eu fico assim em locais públicos. Uma vez um amigo meu veio pra cá, e era só amigo mesmo, e foi assim. Foi horrível.

;)

FOXX disse...

ah
droga!
perder uma coisa q tava rolando por timidez?
espero q as coisas se desenrolem
boa sorte!

Talvez eu conte... um dia. disse...

Não sei... mas pra mim a timidez até ajuda um pouco... talvez deixe um quê de quero maais! hahahah