Maratona Aniversário

domingo, 10 de agosto de 2008
Artesanato de Antonio de Castro

Começou na quinta-feira à noite, a caminho do shopping. Comprar roupas a noite inteira acompanhado da melhor amiga. Não tem preço. Recebi uma ligação no celular. A menina que trabalha comigo, me chamando para tomar café da manhã comigo, na padaria na manhã seguinte.

Gostei da idéia. A sexta-feira seria meu último dia trabalhando no turno da manhã com as pessoas maravilhosas que conheci, além de ser um dia antes do meu aniversário de 19 anos, no sábado dia 9 de agosto. Já tínhamos combinado, os meus amigos mais íntimos, que iríamos para um bar na Lapa comemorar meu aniversário na virada da noite, do dia 8 para dia 9.

Tomar café da manhã dia 8 seria mais uma oportunidade de aproveitar a presença de pessoas que foram tão importantes para mim. Aceitei a idéia na hora. Cheguei em casa tare da noite, na quinta-feira, com as sacolas repletas de presentes para mim mesmo.

Acordei na manhã seguinte um pouco mais tarde do que deveria, tomei meu banho e fui para o trabalho. Novamente uma ligação da garota do trabalho, agora dizendo que era para encontrá-la no posto de gasolina. Cheguei ao local marcado já eram sete e quinze, quinze minutos depois do horário que já devia estar trabalhando. Concordamos que era melhor adiar o café da manhã. Mas quando cheguei no trabalho, a copa estava repleta de pessoas que amo, com um café da manhã surpresa para mim.

Foi lindo. Tomamos café da manhã até as oito da manhã, rimos e nos empanturramos com pães doces, croissants, frios e geléias deliciosas. Meu ex-namorado nem me desejou feliz aniversário, mas não dei muita importância para isso. Era véspera do meu aniversário e várias pessoas estavam comemorando comigo aquela data, porque realmente gostam de mim. Isso era importante.

Na noite anterior, meu amigo hetero também havia me ligado e já era bem tarde, para falar sobre um problema que ocorrera com ele no trabalho naquela tarde. Coisa boba e sem importância aparentemente, mas que ele estava dando muita atenção. Realmente preocupado e precisando desabafar. Ouvi o que ele tinha a dizer e pedi para que ficasse calmo.

Quando ele chegou no trabalho na sexta-feira de manhã foi para dizer que ia se demitir. Seu chefe havia lhe chamado de infantil, anti-profissional e incompetente por um simples mal entendido que não convém contar aqui e agora. De repente senti meu estômago murchar depois de toda a alegria que tinha sido meu café da manhã. Perder ele seria doído. E senti uma amostra daquela dor ali, naquele momento em que ele me contava. Vendo seus olhos marejados, quis abraçá-lo e o fiz. Abracei-o e ele me retribuiu um tanto emocionado.

Quis mudar de assunto e falou que era meu dia, não valia a pena pensar naquilo agora.

O dia correu bem, até a noite, quando fomos para a Lapa, que é a moda aqui no Rio agora. Um bar legal, Lapa 40 graus. Gente bonita, música boa e era dia de Festa Ploc – Total Anos 80. E eu adoro. Pude esquecer um pouco a demissão do meu amigo hetero e o desprezo do meu ex-namorado. Bebi, dancei e até joguei sinuca.

Teve até bolo surpresa e cantaram parabéns para mim na mesa. Meia-noite me desejaram parabéns de novo, dizendo que eu merecia. Todos pareciam gostar muito de mim. De repente me senti amado por aquelas pessoas e isso foi tão bom.

Dormi na casa de uma amiga e acordei perto das dez da manhã do meu aniversário. Com 19 anos. Fui para casa. Minha mãe não estava, estava na casa da minha tia para o aniversário da minha prima. Mas me ligou logo que eu cheguei em casa, me desejando feliz aniversário e outras coisas que só sua mãe deseja a você nessas datas.

Meus amigos me ligaram, mandaram scraps no orkut. Foi legal. Mas estava com sono e só queria dormir para poder sair novamente à noite, dessa vez com os amigos da época da escola. Iríamos a uma boate em Copacabana, super na moda, Mariuzinn. Enquanto eu dormia, meu telefone tocava e eu corria para atender. Eram pessoas que lembravam de mim no meu dia e eram pessoas que não falavam nada. Ficavam minutos em silêncio desligavam na minha cara.

Trotes de aniversário ou pessoas que querem te dar feliz aniversário e não têm coragem.

O menino do beijo na rua me ligou. Ficamos alguns minutos nos falando. Ele perguntou o que eu faria aquela noite, se eu podia vê-lo e eu até gostei de dizer que já tinha planos para a noite. O menino da faculdade também ligou. Perguntou se eu iria sair. Eu disse que sim. Perguntou se podia ir também quando soube que iria sair para dançar. Eu disse que não. Que a não ser que ele descobrisse para onde eu iria.

Meu pai também ligou. Na hora que eu nasci, há 19 anos atrás. Não nos falamos há um tempo, nem ele me comove com suas mentiras há alguns anos. Mas dessa vez, confesso que foi diferente. Me abalou um pouco e gostei de falar com ele.

A noite de sábado chegou, junto com a minha mãe da casa da minha tia. Me abraçou, me beijou, me desejou tudo de novo. Só que agora, sentindo ela perto de mim, era bem melhor. Senti todo o orgulho que ela tem de mim, todo o amor que sente, senti aquilo através dos seus braços que me rodeavam num abraço hiper-apertado.

Encontrei minhas amigas no metrô já eram dez da noite. Chegamos na Mariuzinn onze e pouco, uma fila imensa. Entrei já eram quase meia-noite e a casa estava cheia. Bebi pouco e dancei muito. Uma música ótima. Adorei aquilo lá. Pessoas muito bonitas, homens lindos. Um até me chamou para conversar, o que não é comum numa boate tipicamente heterossexual na Zona Sul do Rio de Janeiro.

No meio da noite, quem eu encontro? O menino da faculdade, dizendo que meus amigos do orkut não apagam scraps e foi o meio mais fácil de saber para onde eu estava marcando de ir. Ficamos conversando um tempo, apresentei-o aos meus amigos da escola. Rimos, dançamos, foi ótimo. A noite toda foi ótima e me diverti muito.

Saímos de lá quando a Mariuzinn fechou, todos mortos, mas ainda assim dispostos. Tomamos café da manhã na confeitaria que abria em frente à boate. Morto de fome. Dois mistos-quentes e dois copos de Nescau gelado. Uma delícia de café da manhã de domingo carioca.

Peguei o metrô com meus amigos. Cheguei em casa com o dia claro, como não fazia há um tempo, e fui direto dormir. Era o que eu precisava depois daquela que foi a melhor maratona de aniversário da minha vida. Acordei perto das sete da noite, com fome. Comi uma farofa de ovo com lingüiça, o que eu adoro, e vim aqui matar as saudades do blog, contando minhas alegrias.

Amanhã começo na faculdade o segundo semestre. Tomara que seja um bom semestre e que tudo dê certo. Principalmente em Cálculo 1. Preciso passar dessa vez. Já vou para a primeira aula com a cabeça feita. Vou passar. Para isso tenho de dormir.

Ouvindo: Early Winter – Gwen Stefani

12 críticas:

Râzi disse...

Menino... ao mesmo tempo que estou feliz com a coisa do seu aniversário e tudo, fiquei meio chateado com seu amigo pedindo demissão...

Às vezes a gente faz coisas achando que é o mais certo, pra depois que esfriarmos a cabeça, ver que tudo~não passou de uma bobagem...

Beijão!

Leo disse...

Caramba, foi teu aniversário e eu nem sabia!
PARABÉEEEEEENS :p
E vc comemorou em dois lugares onde eu vou MUITO!
Aliás, eu quase fui pro Lapa 40º na 6a, mas acabamos resolvendo deixar pra semana que vem! Já pensou se nos encontrássemos?! Se bem que eu não ía saber quem vc é. Será que vc saberia quem eu sou?! hehe
Eu adoooro a Mariuzinn! Sabe como é... Amigos héteros.. boites hétero! Mas lá é muito divertido! Como vc disse: pessoas bonitas! E os drinks com certeza são batizados! Vc bebe 2 e já está alucinado! O que deixa as pessoas ainda mais bonitas! hehehe
Agora, conseguir que um cara venha conversar com vc na Mariuzinn... sério: Palmas! hehe
Grande Abraço, felicidade, sucesso e muitas conquistas (em todos os sentidos!) :P

FOXX disse...

ah
seu aniversario foi bem mais animado q o meu

feliz aniversario viu?

Nadezhda disse...

Meus aniversários nunca são animados. Eu sempre passo vendo filmes, ou na escola.

(Costumo comprar presentes pra mim mesma).

Essa é a música que eu mais gosto da Gwen ;)

Talvez eu conte... um dia. disse...

Thucoootchuucooo"!!(som que amoo fazer qnd aperto pessoas em aniversários!)
Mas que aniversário mais animado hein? A melhor coisa do mundo é passar esse dia com pessoas que nos amam de verdade!

Parabens, Pequeno!
Milhoes de coisas boas e pra ti! E um ótimo semestre, e que você consiga um coeficiente de dar inveja! ahahaahha

beeeeeeijos

BinhoSampa disse...

Caracas, estou bem atrasado mas meus parabéns por essa data que eu considero bem importante em nossas vidas...

Amei a maratona de aniversário, é tão bom sentir-se amado e completo.

É isso ai....

Abs:-)

Goiano disse...

AHHHHHHH meu lindo
PARABENSSSSSSS
vc é hominho
(ta eu vou me comportar)
uhahuauha
felicidades mil

Kamilla disse...

Parabéns (atrasado)!! Falando em aniversário vc acredita q sexta e sábado tenho 3 para ir. Tive que desembolsar uma fortuna!
Vc foi bem requisitado em seu niver. No meu eu não sou tanto!
Eu nunca cheguei em casa na manhã seguinte, deve dar uma sensação boa de liberdade!

*Raíssa disse...

Que aniversário animado! Imagino a delícia que foi receber o café da manhã surpresa!

Eu já fui na Mariuzinn alguma vezes, adorei também! O ambiente é feio, mas é legal, e a música é ótima!

Gostei muito daqui e do seu modo de escrever. Voltarei mais vezes! :)

Beijos!

Leo disse...

Me add:
nardoalves@hotmail.com
bjs

caicko disse...

Bom, não podemos negar que o seu aniversário foi bacana, mesmo com os contratempos oferecidos. Ah, e Festa Ploc é bom demais!! Adoro. Parabéns, gostei do seu estilo de escrita. Boa semana.

ALBERGUE MENTAL
http://caioalbergue.blogspot.com

Rafaela Abreu disse...

Primeiro... feliz niver [atrasado] ;)
Que bom que vc tem amigos reais... não tem nada melhor... pelo menos eu acho.
****
Vc também é de leão... assim como eu... soh que eu sou do meio do mês...
***
Que personalidade "difícil" a nossa, hein?

Boa semana!