Weekend

sexta-feira, 26 de setembro de 2008
Artesanato de Antonio de Castro

Não, eu não consegui passar por cima de alguns fatos, nem encontrei o menino do chat da UOL até hoje. Eu ainda não estou preparado para conhecer um menino que tem a língua presa, apesar de ter bom gosto para poesia. Além disso, existe o fato de ele não ter as mãos.

Não que eu seja preconceituoso, eu não sou. O problema é que eu demoraria muito tempo até ficar a vontade com a condição dele. Eu nunca conheci ninguém sem as mãos. Seria um passo muito grande já começar tendo um casinho com uma pessoa sem as mãos.

Gostaria de pedir em público, através do blog, desculpas a ele. Se ele ler isso aqui, não me odeie por muito tempo, nem fique com muita raiva de mim. Você com certeza vai encontrar alguém que te mereça e se eu estiver errado, eu vou pagar pela atitude que estou tomando.

Mas ficar com você, infelizmente, não vai rolar. Nem me ligue, como você fez hoje a noite. Só vai me deixar mais constrangido ter que ignorar sua ligação.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em contrapartida, houve uma reaproximação brutal entre mim e o meu amigo hetero essa semana. Ele está fazendo um curso à noite e tem me ligado na hora que sai da faculdade para que eu e ele nos encontremos no metrô para irmos juntos, como era antigamente.

Confesso que tem sido agradável. A viagem com ele passa mais rápido e ele graças a Deus não tem dado nenhum vexame do tipo ficar olhando para todas as bundas femininas que passam na nossa frente. Ainda que o assunto dele não seja outro senão mulheres.

Mas vê-lo mais uma vez tendo aquelas demonstrações de carinho por mim massageia meu ego de uma maneira... ele apertando meu ombro como um irmãozão, tirando qualquer coisa que estivesse presa no meu cabelo, um pedaço de árvore talvez... Tão bom.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Estou combinando com o Foxx uma viagem a Belo Horizonte para outubro. Vamos ver se dessa vez sai uma viagem e se finalmente eu conheço ele pessoalmente já que quando ele esteve aqui a gente nem conseguiu se encontrar.

Ouvindo: No Recreio – Cássia Eller

4 críticas:

BinhoSampa disse...

coisas da vida....como não tem interesse pelo rapaz....bate um papo e explica a situação... não somos obrigados a estar com alguem que nao queremos...

quanto ao seu HT...tome cuidado para não cair nas armadilhas do amor...heheh

Abs:-)

Leo disse...

É cara. Eu agiria da mesma forma! Já sou muito errado pra lidar com um cara "normal". Que dirá um sem as mãos. Não saberia lidar com isso. Sei que sou uma pessoa horrorosa por dizer isso, mas eu realmente não sei se saberia lidar com isso.
Quanto ao seu amigo hétero... bom.. vc sabe o que eu penso... CUIDADO!!!
PS.: Binho: HT é ótimo! rsss
bjs

v.g disse...

minha censura não permite que meu humor-negro comente isso!

volte sempre.

Nadezhda disse...

Eu costumo sumir da vida das pessoas quando não quero nada com elas. É errado, mas é a úncia forma que consigo.

(Você e seu amigo hetero ainda têm uma longa história pela frente).

;)