Friends

segunda-feira, 6 de outubro de 2008
Artesanato de Antonio de Castro





Meu final de semana foi um tédio só.

No sábado, tudo o que eu queria era sair. De preferência para dançar. Sinto que eu preciso dançar, sabe? Até ficar suado e me hidratar com um copo grande de qualquer bebida que contenha vodka e pouco gelo.

Mas ninguém estava disponível. Ninguém. Todas as minas amigas, para as quais liguei não podiam sair. E todas pelo mesmo motivo: Tinham que sair com os namorados.

De repente me dei conta que todos os meus amigos estão namorando. Eu não. E uma hora vai ser impossível achar isso normal, tipo: “Nossa, todo mundo namora alguém, menos ele. Ah, talvez ele seja gay e não tem coragem de nos dizer, nem de se assumir e vive a vida toda assim, se escondendo e não ficando com ninguém e não aproveitando...”

E aí veio a depressão e a vontade compulsiva de ir a um rodízio de pizza. Chamei a minha única amiga que nunca recusa uma saída para comer. E oferecia pagar o rodízio. Nosso passeio de comer preferido. Sério, damos prejuízo. E ela recusou.

Por quê?

Porque tinha de sair com seu NAMORADO.

Então eu fiquei em casa. Conversei um pouco pela internet e esqueci um pouco o poço de tristeza que estava sendo aquele meu dia. E depois eu fui assistir Friends.

Um dos episódios que eu vi, da sétima temporada, foi um em que a Phoebe e o Joey combinam um jantar, mas ele desmarca em cima da hora porque arranjou uma menina para sair. A Phoebe fica puta da vida mas acaba fazendo a mesma coisa com ele, no dia seguinte, para sair com um cara que gosta. Eles então estabelecem uma regra: Desmarcar encontro com amigos é compreensível se houver possibilidade de sexo em um outro encontro.

Aquilo me soou engraçado e até normal. E por que na vida real não era assim tão facilmente aceitável? Por que saber que a minha amiga não ia sair comigo pra fazer sexo era tão insuportável?

Vai saber...

O que sei é que a minha vida ta tão cheia de tédio que todo mundo já sabe qual é o meu programa de fim de semana: Friends. Parece que minhas únicas companhias ultimamente têm sido essas seis pessoas e os 4 DVDs de cada temporada que assisto.



Ouvido: I’ll Be There For You – The Rembrandts

8 críticas:

Leo disse...

É assim mesmo... Pra mim foi a fase de aprender a ficar sozinho.
O engraçado é que mais tarde começa todo mundo a terminar e a querer sair frenéticamente! Daí você já fez muito isso e não tá mais com esse pique todo!
Eu aprendi a não esperar nada do meu fds! O que vier é lucro. Me programo em função de programas que quero assistir ou, se não tiver jeito, sempre tem o DVD de Friends ou "... E o vento levou" (que é ótimo, porque dura 3 horas e meia! hehe).
Foi importante pra mim aprender a ser feliz sozinho.
Quer dizer... não sei se aprendi... mas me esforço!
bjs

FOXX disse...

adoro friends e adoro essa música!


agora, sobre seu post:
comigo sempre acontece a mesma coisa, no entanto, a grande maioria dos meus amigos são gays, então não preciso me preocupar com eles se perguntando, mas vc tem razão, suas amigas vão se perguntar, se é que já não se perguntam pq vc nunca tá namorando...


sobre meu post:
não havia mais nada para falar. Fomos a boate, rolou uns bjinho, e só...

Goiano disse...

eu adorava friends
bemmmmm no comecinho
depois perdeu a graca ou eu que passe a assistir mais will and grace
e minha vida sempre pareceu mais com will and grace...

bjos

Nadezhda disse...

Meuns fns de semana são sempre cheios de tédio. Por isso procuro não pensar muito nisso, ou acabando ficando triste mesmo.

;)

Râzi disse...

Bom, seriados são sempre boas companhias em dias de solidão! E se vc tiver um grande poder de abstração, é ótimo!

E menino, ela atacou de novo?

ahuahauahauahauahauhaauhauahau!

Gente surtada!!!

Beijão!

Fláh disse...

oieeeeeeee,
ahsuahsua
eu volteei!

Friends? eu amooooooo muito muito muito, me divirto horrores.
Tédio? Que tédio, não pode nãão, agente tem que aprender a aproveitar avida sem depende de ninguem.
Somos felizes por si sós.

Sempre tento aprende isso. haha

:)

Larissinha disse...

Ahh eu queria tanto vir ler tudo o que aconteceeu, sabiaa?
Mas vestiba é fodaa, bons clarooos,
ano ue vem comemoraremos a nova universitária (espero)!

:)

Tanta Coisa! disse...

Olá P.D. Chegando por aqui. Gostei muito dos seus textos. Sei que falar é fácil, mas, a gente tem que procurar ser uma ótima companhia pra gente mesmo, depender dos outros é foda. Quanto a seriados, putz... não vejo nenhum, acho que é preguiça.. rs. Bj