So many things

quarta-feira, 28 de maio de 2008
Artesanato de Antonio de Castro

Quarta-feira: Meu amigo hetero me diz que tem algo para me dizer. Eu pergunto o que é e ele começa com aquele discurso do tipo “você não vai poder contar para ninguém”. Eu concordo, tenho carinho por ele, nunca iria espalhar algum segredo seu. Ele ficou tímido, enrolou, brincou um pouco e falou várias bobeiras do tipo “caguei hoje... não, é isso mesmo o que eu tinha para falar”. Resumo: não me disse o que era.

Nota de Química Geral: 5,4.

Quinta-feira: Trabalho da faculdade.

Sexta-feira: Trabalho da faculdade.

Sábado: Trabalho da faculdade.

Domingo: Trabalho da faculdade. Conversa com Abacate Azul pelo msn (é, foi um acontecimento do meu feriadão supermovimentado).

Segunda-feira: Meu amigo hetero faz a mesma ceninha de quarta-feira. E acaba que mais uma vez vai embora da minha sala sem me dizer o maldito do segredo que queria me contar. Depois eu vejo ele conversando com um outro garoto do trabalho algo pessoal que eles param quando eu chego. Para bom entendedor, um pingo é letra.

Terça-feira: Mais uma vez, ele chegou e fez a mesma palhaçada. E uma das opções era “Eu sou gay”. E eu quase quis acreditar, me achando a pessoa mais idiota do mundo, mas ainda assim querendo. Depois veio uma outra mentira “Estou saindo com a ****”.

Parênteses...

A **** é uma mulher de 30 anos, que trabalha com a gente e sempre foi motivo de piada com as suas histórias de amor obsessivo pelo namorado de 6 anos. 6 anos inteiros de namoro com um troglodita que não lhe dava valor enquanto ela lavava suas cuecas e fazia tudo para ele. Depois das risadas a gente sentia pena porque ela gostava mesmo dele e ele sempre a esnobava. Ela dizia que sói esperava a hora dele pedi-la em casamento e nada. Coisas desse tipo. Há um mês mais ou menos ela terminou com ele. Toou uma decisão da qual eu fiquei muito orgulhoso, pensou em si e largou ele. Estava passando por um momento difícil, mas ia superar...

Fecha parênteses.

Eu ri e falei “Até parece...”. Depois, falando com uma amiga minha sobre a ****, ela deixou soltar uma assim “Ah, a **** veio falar q beijou hoje já... (risos) Só fala disso... (mais risos)”. Aí caiu a ficha e eu nem disfarcei a cara. A minha amiga percebeu que eu havia ligado uma coisa a outra e falou “É, é isso mesmo...”. Nem sei o que eu senti. Um misto de raiva, com felicidade, com ciúme, com vergonha por sentir ciúme... Nem sei até agora. Pior foi depois saber que ele ainda está saindo com a ex-namorada dele, sobre quem ele não conversa mais comigo e disse que ela (a ex-namorada) também quer essa amizade colorida, o que eu duvido, pelo jeito dela. Para mim é tudo mentira dele. Ele quer pegar a ****, a ex-namorada e ainda tem mais uma do sítio da família.

E tudo o que eu queria era que ele fosse gay e ficasse comigo. Essa **** é tão boba, tão sem assunto, tão diferente dele e a gente combina tanto. Tirando o pequeno detalhe que eu tenho entre as pernas e ele não aprecia.

A menina nova do trabalho, sobre quem eu não sei se falei mas que vale um post separado que vem depois, me chamou para o que seria nosso primeiro encontro: Doar sangue na hora do almoço quarta-feira, ou seja, hoje.

Depois teve a faculdade e menino de lá que eu fico de olho, mas que tem uma namorada com quem ele vai casar e isso já está certo me abraçou e disse que tinha sentido minha falta esse fim de semana, que quase ligou para minha casa. Me balançou e pareceu tão intimamente gay.

Ligação do menino do beijo, como tem sido diariamente e mais uma conversa com o Abacate Azul. Conversas que estou adorando. Pessoa engraçada, bonito, inteligente e ainda por cima confuso. Perfeito.

Quarta-feira: Acabou que não teve nada de doação de sangue. Mas o meu amigo hetero escutou de mim “Não faz isso com a ****, ela vai se apaixonar”. Eu sei que ela vai, ela está vulnerável. Não quero que ela sofra na mão dele, mas também acho que não quero que eles sejam muito felizes. Talvez eu prefira ele com a namorada. Era algo que eu já aceitava. Agora ele trocou ela e não foi por mim, como se isso fosse possível. E eu penso realmente isso, mas sinto que sou um idiota por pensar. Ele não gostou do que eu falei e não foi falar comigo o resto do dia. Só lamento, foi mais forte do que eu. No fundo esperava que ele se tocasse e terminasse com ela de vez. Claro, para não fazer ela sofrer.

Nota de cálculo: 1,00.

Entrei no msn para falar mais uma vez com o Abacate Azul e acabei confundindo ele com outra pessoa do mesmo nome que ele.

O menino do beijo me ligou e me disse que me amava e que queria fazer algo diferente no fim de semana. Interpreta-se: Fazer coisas que quero muito fazer. Primeira vez que toca no assunto, como se tivesse lidando com uma menina, o que eu adoro. Mas esse fim de semana para mim é impossível. Tenho prova de segunda à sexta. Sem condições. A conversa dura um hora mais ou menos e é só sobre a gente. Dessa vez eu até gostei. Foi menos meloso e mais de verdade, só podia ser pessoalmente e não assim pelo telefone. Entrei no orkut e vi as atualizações... justo dele. Fotos antigas de viagens para a região litorânea com a namorada.

Não sei se ligo, se não ligo ou se pego meu livro de cálculo e estudo.

9 críticas:

Nadezhda disse...

Dessa vez te recomendo estudar. ocupar a cabeça com outras coisas. Deixar o tempo passar..

;)

Leo disse...

É... tá na hora de estudar.. rss... nenhum peguete vale um período a mais de faculdade.
Mas tirando isso, fico feliz que o menino do beijo esteja se aproximando! Ele disse que te ama! Isso é muito fofo! Muito mesmo... Acho normal que ele ainda tenha fotos de viagens antigas com a namorada. É de se esperar que ele não mude tudo de uma hora pra outra. Além do mais, bem ou mal, faz parte da história dele.
Agora, você pode me explicar porque que os héteros de quem gostamos só arranjam mulheres que não valem a pena? Me senti sempre tão como você! Sabendo que eu era a pessoa certa... exceto pelo que tenho entre as pernas! Fico com tanta raiva disso! É a sensação de ter um "pequeno defeito" que muda tudo! Se eu fosse mulher, não importa como fosse, tenho certeza que estaria com ele. Isso me deprime um pouco...
Mas pelo menos você tem outras pessoas movimentando sua vida!
E o melhor: Não tem muito tempo para pensar sobre o assunto!

A.azul disse...

nossa, to até inchado..
engraçado, bonito e inteligente?
que isso hein?

bjs

Talvez eu conte... um dia. disse...

ih Pequeno, que tal tomar a mesma atitude da **** e desencanar desse aí?
Cuide dos seus estudos... porque ningué vai fazer isso por você, certo?

beeeijos

Menina da lua disse...

Espero você pra comemorar o aniversário do Pensamento.

Abraço

Menina da lua disse...

Valew pela visita no niver do blog; mas me diga uma coisa: é ruim ou é bom você achar que tenho 23 anos?? Meu DEus, me senti uma idosa...

Abraço

Fláh disse...

Meu vesti só no final do ano.

E pega o livro de cálculoo hããm,
depois você liga.

Jarbas disse...

acho um pouco bom o senhor estudar;
[risos]

abraços.

Kamilla Barcelos disse...

Eu te daria a dica de ir estudar. Mas se vc for como eu não iria estudar e só pensar nos nossos rolos, né? hauahuah