On and on

sábado, 15 de novembro de 2008
Artesanato de Antonio de Castro

As coisas estão melhorando. Já estou mais resignado com as condições do meu trabalho. Algumas aulas voltaram na faculdade. Meu semi-novo-namorado e eu já começamos a tocar no assunto de ficar sozinho.

Eu sei, eu sou muito tímido. E dei a sorte de encontrar pela primeira vez uma pessoa mais tímida que eu. Mas acho que com o tempo e a intimidade de intensificando as coisas vão fluir mais facilmente entre a gente. Que me conhece sabe que nada nunca parte de mim. Talvez isso seja ruim, mas eu nunca vou forçar uma situação com ninguém. Por mais que eu tenha certeza que a coisa rolaria.

Esse é um dos milhões de motivos pelos quais até hoje eu só consegui manter uma relação normal. Ou perto do normal. Mas isso não vem ao caso.

O que vem ao caso é que vamos sair amanhã. Logo que eu chegar do almoço de família na casa da minha tia. É o dia do tal cinema que nunca acontece. Mas acho que dessa vez rola.

Mas a melhor notícia veio ontem, quando ele me perguntou o que eu faria na quinta-feira. Talvez eu tenha que trabalhar, o meu chefe já deixara claro isso para mim, mas eu farei de tudo para que não precise. Isso já estava na minha cabeça, agora muito mais.

Agora que ele me chamou para passar o feriado junto com ele, na casa dele.

Talvez seja bobeira, mas conhecer a casa dele, sua família, os avós fofos que eu fico vendo na foto do Orkut... é um grande passo de aproximação. Não que não estejamos próximos. Estamos. Nos falamos todos os dias pelo MSN, de vez em quando eu ligo para ele no meio da tarde ou ele me liga quando sai do trabalho.

Já até conversamos sobre coisas dos nossos dias. Eu conto como meu metro estava lotado de manhã, como a minha chefe tem me enchido o saco, etc. Ele fala das novas turmas dele, dos tipos de alunos, do percurso maluco que ele faz todos os dias pra ar aula.

Tem sido um bom momento quando nós dois conversamos. As coisas ainda não são perfeitas, mas acho que nunca serão. Afinal, o que é perfeito hoje em dia? Já esta de bom tamanho ele ter as duas mãos. É mais perfeição do que eu posso exigir.

Ok, piada infame.

Ah, só uma coisa tem me deixado estressado ultimamente. Minha internet. Ela está simplesmente caindo a todo momento. Já estou cogitando a idéia de tirar essa droga de Velox. Eu passo mais tempo tentando baixar os episódios das minhas séries preferidas do que assistindo. Toda vez que o download tá chegando perto do fim, a conexão cai e eu tenho que começar tudo do início.

Mas é só. De resto, eu to feliz.

Ouvindo: Keeps Getting Better – Christina Aguilera

7 críticas:

Polly disse...

Viu? dias melhores sempre vêm... é so preciso ter calma.
Quanto mais a gente fica ansioso pra que algo aconteça, mas ela demora pra acontecer... entende?

Juiiiizoo!

beijos

Kamilla disse...

Tanto tempo q não apareço por aqui q eu nem sabia q vc arranjou um semi-novo-namorado! Fico mto, mto feliz por vc!

BinhoSampa disse...

Que super essa fase de conhecer um ao outro, tudo de bom...aproveita e muito...se joga....

Abs :-)

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Os verbos ainda estão iniciando a conjugação. Aproveite, só forme frases se convir, mas não pense demais, apenas permita-se. O fluxo do sentir é que moldará a forma das próximas palavras...

Bom final de semana, rapaz!

...

It disse...

hahahaha, adorei o fato dele ter 2 mãos!! já é um bom começo!(humor acima de tudo)

e bom cinema!

Rafaela Abreu disse...

Ow, que bom!
Agora você começa a mostrar um novo lado seu, com jeito sereno e suave... que dê tudo certo!

bjinho!

Klero disse...

semi namorado é ótimo... isenta de qualquer cuklpa e carrega uma certa meiguice.... =D

Re: eu não bebo café nem fumo... e estou super longe da depressão... a foto é uma reinterpretação de algo diferente.... ;-) (dramático eu sou, ok... rs)