Single

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009
Artesanato de Antonio de Castro

All the single ladies
All the single ladies
All the single ladies
All the single ladies
All the single ladies
All the single ladies
All the single ladies


A festa de ano novo foi maravilhosa. Saí de casa meio estressado a caminho de Copacabana. O metrô estava mais cheio do que nunca e me fazia odiá-lo ainda mais. Da minha asa até a Siqueira Campos eu fui entre dois grupos.

Um dos grupos era formado por quatro meninos, gays, se beijando na frente de todos e colocando mãos em lugares que não se coloca em público. Não sei se eu senti raiva deles por estarem fazendo aquele tipo de coisa e aumentando o sentimento de repúdio das pessoas em volta, levando-se em consideração que eles não respeitavam nem as crianças que estavam no metrô, ou se fiquei com inveja por não poder dividir aquela experiência com eles.

O outro era formado por cinco meninas, falando alto, rindo alto. Todas mal vestidas, com a sombra colorida e barata combinando com a cor da blusa também barata e fazendo a alegria de um monte de hetero idiota, um grupo de quatro rapazes que estavam do lado delas... quatro rapazes com muito mal gosto e muito bêbados

Eu só precisava beber para me aquecer.

Now put your hands up

Chegando à festa, percebi que a coisa seria legal. Música boa, pessoas bonitas, regada à bebida boa e gelada. Vodca de qualidade, cachaça até o cu fazer bico, tequilas e mais tequilas abertas na mesa central. Jovens bonitos, mas todos heteros.

Fiz o que pude e bebi, e dancei e fiquei com tequileiras, com meninas. Acho que acabou sendo minha primeira festa da faculdade. Me senti como numa real situação universitária. Dezenas de jovens bêbados, querendo transar e dançar, não necessariamente nessa ordem.

O prédio era perto da praia e quando deu onze e meia fomos para a areia ver os fogos de perto. O céu se iluminou lindamente, a água do mar estava quente e maravilhosa, tanto que me deu vontade de me jogar... e eu me joguei. A meia noite estava com dois amigos e quatro conhecidos e nenhum deles fazia parte do meu grupo seleto de pessoas com quem eu gostaria de passar o Réveillon, mas foda-se.

Ali estava eu, tomando banho de mar, na virada do ano, perdendo meu chinelo, ficando descalço, sem pensar em como eu voltaria para minha casa de metrô, cruzando a cidade... descalço.

Don't treat to these things of this world
I'm not that kind of girl
Your love is what I prefer, what I deserve
He's a man that makes me and takes me
And delivers me to a destiny, to infinity and beyond
Pull me into your arms
Say I'm not the one you own
If you don't, you'll be alone
And like a ghost I'll be gone


Saldo: Um chinelo perdido, um celular estragado, um amigo passando mal e um enjôo fora do comum na manhã do dia 01/01/2009.

Mas foi um Réveillon diferente dos que estou acostumado a passar. Foi uma festa divertida, que me fez perceber que talvez eu não precise estar com meus amigos mais íntimos, os que mais uma vez me abandonaram, para ficar feliz.

Foi bom e espero que 2009 guarde para mim noites tão boas quanto a de ontem. Noites de pura loucura, porque isso não faz ma a ninguém e é exatamente isso que eu espero.


Ouvindo: Single Ladies - Beyoncé

7 críticas:

Luis disse...

o meu foi bem parecido, perdi meus chinelos e me joguei no mar tbm...

Copa é sempre divertida, mas com uma festa te esperando deve ter sido melhor...

Feliz Ano Novo...

^^

Nadezhda disse...

Eu acho falta de respeito o que os meninos estavam fazendo. É muito chato você estar num lugar e ter que presenciar a intimidade dos outros.

O meu foi sem graça como todos os anos ;)

Pollyanna disse...

Now put your hands up
Now put your hands up
Now put your hands up
Now put your hands up
Now put your hands up

Cra, isso lembra uma das melhores noites da minha vida!!
Ei, o importante é ser feliz e mais ndaa!
Se divertiu? Curtiu? aaaaaaah, nem importa a companhia!!

me add no MSN?!

g.boy disse...

Bom, jah q eh um novo começo, nada melhor do q umas resoluções... Mais por tradição do q outra coisa. Afinal, quem consegue realizar todas?

=)

Um ótimo 2009 pra vc!

Angelus Gautama disse...

Eu, particularmente, optei por estar em um lugar onde eu poderia ser eu mesmo.

Mas para ser feliz, o que importa é estar bem consigo mesmo. Quem nos acompanha, acaba sempre acrescentando!

Beijo grande e Feliz Ano Novo

Kamilla disse...

Perder o chinelo na praia tem preço, mas ter um Réveillon ótimo não tem preço, né?
Feliz ano novo!

FOXX disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk


feliz 2009