Passageiro

domingo, 22 de março de 2009
Artesanato de Antonio de Castro

O expresso do oriente
Rasga a noite, passa rente
E leva tanta gente
Que eu até perdi a conta
E nem te contei uma novidade quente,
Eu nem te contei

Eu tive fora uns dias
Numa onda diferente
E provei tantas frutas
Que te deixariam tonta
Eu nem te falei
Da vertigem que se sente
Eu nem te falei

Que te procurei
Pra me confessar
Eu chorava de amor
E não porque eu sofria
Mas você chegou já era dia
E não estava sozinha
Eu tive fora uns dias
Eu te odiei uns dias
Eu quis te matar

6 críticas:

Nadezhda disse...

O cd que tem essa música é muito bom ;)

FOXX disse...

musiquinha

Paul disse...

Menino, quer dizer q casou??

Arsênico disse...

I'm Lost! Sorry...

***

Raphinha disse...

Essa música é linda e foi tema da minha vida por bons tempos.

Grande abraço e cuide-se.

Autor disse...

Pq tem coisas que somente uma música consegue expressar, né?
hehehehe