Dando as caras

quinta-feira, 3 de setembro de 2009
Artesanato de Antonio de Castro

Parece que eu estou vazio. Eu simplesmente não tenho mais assunto para conversar com ninguém na internet, nem com meus amigos de verdade. Eu não tenho mais paciência para fazer novas amizades na internet, nem com meus amigos de verdade.

Se eu fico o dia todo na frente do computador, metade dele é lendo notícias idiotas sobre artistas, lendo letras de músicas em espanhol e treinando a pronúncia ou enrolando alguém no MSN. Sinto que eu não sou mais ou mesmo. E minha vida também não é mais.

Eu não quero ir a lugar nenhum, mas também não quero ficar em casa. Não quero namorar, mas também não quero ficar sozinho. Quero curtir a vida e fazer sexo casual, mas quero viver um grande amor. Eu tô muito perdido, muito indeciso. De um jeito que nunca me vi.

Toda a minha vida, esses pequenos 20 anos de vida que tenho, eu sempre soube tomar as decisões. Fossem elas boas ou ruins para o meu futuro, nunca exitei quando o momento chegava. De repente, me vejo sem momentos para decisões. Parece que nada acontece e parece que eu perdi as forças para correr atrás de que algo aconteça.

Claro que a vida não está parada. Não. Mas falta pouco pra eu desistir de tudo, que sei que é inútil, e deixar a vida parada. Talvez seja isso que falta para que algo realmente significativo aconteça. Eu sei que essas cosias que acontecem, seja de noitada ou de internet, tudo isso não passa de ilusão. Nunca dá certo, sempre saio ferido, mas sempre insisto. Das últimas vezes, algo de novo aconteceu, pois não houve ferimento e sinto se aproximar o momento em que não haverá insistência da minha parte.

Não sei se isso vai ser bom ou não. Sei que meu abandono do blog tem muito a ver com isso. Com abandonar também essa vida virtual. Esse post, em que comento sobre isso, é uma tentativa de evitar isso. Sei que não mudei muito o bla-bla-bla, continuo carente e chato, como sempre. Mas me fazia bem escrever aqui. Talvez essa seja minha última tentativa de reacender esse sentimento.

5 críticas:

Pollyanna disse...

Iiih Pequeno, bate aqui! o/
Eu também to assim... eu fico escondida no msn, e sinceramente nem tenho vontade de falar com ninguem... mas acho que isso é fase, depois as coisas se ajeitam.. ou nao!
E caso nao melhores.. temos que pensar pelo lado positivo, nem sempre essa vida virtual é boa, a gente acaba se privando de muitas coisas!
Pelo menos voce nao falou nada sobre e-mails, entao qq coisa mail-me!

beijos

Mauri Boffil disse...

Ai, espero que tudo melhore...
Tb tenho fases assim...
O negocio é entrar em introspecção e saber o que está lhe deixando assim.
Beijão

Arsênico disse...

Olha Quiridjo... eu entendo exatamente o que vc sente... já tive dias assim... e sei que outros virão...

Talvez vc seja igual a mim... tenha problemas em aceitar essa condição e suas consequências... sei lá... algo lhe afeta em profundo...

Eu lhe indicaria um psicólogo ou terapeuta... mas como indicar se nem mesmo eu as procuro?...

Só posso dizer que esses momentos sombrios passam... mas cedo ou tarde eles voltam...

Só lhe resta aprender a conviver com eles... e extrair o máximo de coisas boas que puder entre as RUINS...

Mas se quiser arriscar... busque uma ajuda profissional...

***

E blog é pro que vc quiser HONEY... pode falar da sua vida sim... pode reclamar da sua vida sim... é uma fora de se libertar um pouco desses sentimentos...

NÃO SUMA!!!

***

umBeijo!

FOXX disse...

abandona a vida virtual não
please?

=[

Leandro K. disse...

Introspecção... melancolia... um pouco daquele sentimento de "blue monday"... todos temos. Faz bem para repensarmos o que somos, o que queremos e para onde vamos ;-)